http://geishagourmet.com/2013/11/01/poesie-per-il-vino-luis-alberto-spinetta/

Poemas para vinho | Luis Alberto Spinetta

por Sexta-feira, Novembro 1, 2013

sexy-mouth

O vinho aquece sonhos para o Pereira
Da sua boca feita doçura verde
E entre os livros de boa memória
É ouvido como um cego de frente para o mar.
Minha voz será enviada
Minha boca também
Talvez ele confiare você
Você era o remanescente do futuro.
Luzes vermelhas e verdes de amor
Eles prestidigitan sob um halo do rush
Que estranha sombra escondida minha piscadela
Você nunca ouviu as folhas Crackle
Como eu escrevo para você
Eu vou fazer você chorar
Minha boca beijo
Toda a ternura de seu aquário.
Mas se o enrojeciera de lua em sed
Ou os impalas vir sua prateleira
Não você novamente para ter sucesso em sua alma
Eu é que longas viagens para vir.
Estou aqui de pé
Esperando por você
Tudo é escuro
Já não é se o mar para descansar…
Terá crescido um caule de noz
A luz será Manuel pessoas sem fé
Esta garrafa foi esvaziada, bem
Os sonhos cobrirá o boato.
Bebidas não volte já
Você parar de rir
Você não precisa mais
Tigres na chuva .

0

Ainda não há comentários.

O que você acha?

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *